Evite A Verbosidade

março 12, 2009 at 8:11 pm Deixe um comentário

A redação empresarial, por décadas, baseou-se muito na crença de que a qualidade do texto dependia, primordialmente, da dificuldade de entendê-lo. Lembra-se de que os eleitores apreciavam os discursos empolados dos candidatos? Uma das conseqüências dessa valorização do que é incompreensível é a existência de muita verbosidade nos textos.

Para entender o que significa verbosidade, observe o exemplo abaixo, que representa a herança, ainda existente em inúmeros textos, da antiga redação empresarial:

Prezados Senhores,
Em resposta à sua gentil solicitação a nós enviada pelo digníssimo representante de V.Sas., Sr. Fulano de Tal, vimos, através desta, informar que já se encontram à sua disposição nossos estúdios para a gravação do disco.
Conforme contato pessoal com o representante supracitado de V.Sas., os estúdios deverão ser utilizados nos dias 27 e 28 do corrente mês.
Outrossim, comunicamos que o custo total pelo uso do estúdio e dos equipamentos sofrerá um desconto de 10% (dez por cento), de acordo com o que ficou estabelecido em nossa última reunião, em 20 de janeiro de 2008.
Sem mais que se nos possa acrescentar para o momento, despedimo-nos e deixamo-nos à disposição para o que for necessário na obtenção do desiderato colimado.

Primeiramente, há passagens do texto com um tom excessivamente respeitoso e formal. São exemplos disso o início e o final do texto.
Em resposta à sua gentil solicitação enviada pelo digníssimo representante de V. Sas.
Sem mais que se nos possa acrescentar para o momento, despedimo-nos e deixamo-nos à disposição para o que for necessário
Embora pareçam muito polidas, essas passagens distanciam o leitor do emissor da mensagem, tornando-a cansativa, rebuscada e ineficaz.
Há, também, termos e expressões considerados chavões e que devem ser evitados. São chavões os seguintes termos do exemplo dado:


Palavras como “encontram” e “sofrer”, embora não sejam consideradas chavões, têm sido amplamente utilizadas de forma inadequada.

A construção “se encontram à sua disposição nossos estúdios” pode ser substituída por “estão à sua disposição nossos estúdios”. Os estúdios não encontram nada, quem encontra são as pessoas.

Já “o custo total pelo uso do estúdio e dos equipamentos sofrerá um desconto de 10%” torna-se adequada da seguinte maneira: “o custo total pelo uso do estúdio e dos equipamentos terá um desconto de 10%”. Na verdade, quem sofre são as pessoas, e não as coisas, os objetos, as ações.

Note que nesses dois casos, houve uma troca das palavras inadequadas por verbos corriqueiros em nosso vocabulário (estar, ter). Mas, de tão presentes no cotidiano informal, as pessoas julgam que eles não são adequados para situações de escrita formal. Puro engano.

Verbosidade, portanto, é o rebuscar um texto, torná-lo difícil, pouco claro, quase inacessível ao leitor. Ao invés de comunicar, complica, não esclarece, por meio de um tom pretensamente culto.

Os textos com muita verbosidade não são concisos, uma das principais atribuições de uma mensagem eficaz. Lembre-se sempre: comunicar é “dizer” muito em poucas palavras.

O texto abaixo é uma versão adequada aos novos padrões da redação empresarial moderna, sem verbosidades, bastante concisa e clara.

Prezados Senhores,
Em resposta à solicitação do Sr. Fulano de Tal informamos que estão à disposição, nos dias 27 e 28 de fevereiro, nossos estúdios para a gravação de seu disco.
Comunicamos ainda que, de acordo com o estabelecido em nossa reunião em 20 de janeiro de 08, o custo total terá um desconto de 10%.
Atenciosamente.

Note a clareza das idéias, o vocabulário adequado, acessível e, ao mesmo tempo formal, sem um tom pretensamente culto, típico da verbosidade.

A partir desse exemplo reescrito, fica evidente que a redação empresarial moderna prega a produção de textos claros, compreensíveis. Por isso, negue a herança da redação empresarial antiga. Concisão e clareza são as chaves para o sucesso na escrita moderna.

Fonte: http://www.artigonal.com

Entry filed under: Artigos. Tags: .

O erro de português na comunicação empresarial Redator de conteúdo, a profissão dos novos tempos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Agenda

março 2009
S T Q Q S S D
« fev    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Most Recent Posts


%d blogueiros gostam disto: